Sorte a minha

Sendo sincero,
tentei achar algo errado.
Procurei desencontros em suas palavras,
com olhos cerrados,
avaliei cada pausa.
E sendo sincero,
tentei mentir,
ser pior do que sou.
sobre parecer forte e firme
quando derreti.
tão rápido quanto seu sorvete.

E sendo sincero, assumo:
não sei mentir.
É especial,
tanto que cheguei a duvidar,
me irritar.
Mas isso fói só adiar o que estava na minha frente.
Não quis acreditar,
parecia irreal
parecer tão especial.

Fui armada com meus olhos,
tão cerrados quanto punhos de um lutador,
prontos para perceber o erro,
impedir um erro.
Tentei mostrar a diferença entre nós,
a indiferença no olhar.
Sendo sincero,
não vejo a hora de te olhar,
ao mesmo tempo que não sei lidar.
É um sentimento estrangeiro, tão estranho a mim.

Nunca fui de desistir,
de não lutar comigo e meu hábito de me sabotar,
Com palavras erradas na minha boca,
caras erradas no meu rosto,
tons na minha voz.

Mas você me inspira,
e expiro o ar dos meus pulmões,
que assim como nós são tão diferentes
(e precisam ser)
Funcionam bem assim, sorte a minha.

Quero ser especial pra você,
te inspirar
e expirar o ar dos seus pulmões.

Minha inspiração sempre partiu de mim,
de dentro,
do esforço da minha musculatura,
mas quando já não sentia tanta força,
ocê me deu fôlego, tirou minha apatia,
conseguiu meu interesse,
minha atenção e minhas palavras.

já perdi as contas de quantas perguntas foram entre uma inspiração e outra,
a frequência do olhar, dos passos,
dos meus batimentos…
A pressão parece aumentar nos meus pulmões,
a chuva também.

Nunca acreditei em borboletas no estômago,
mas existem bigornas nos meus pulmões,
que sorte a minha…
Sentir a chuva, meus batimentos acelerados, ouvir sua voz
e a vontade de ficar.

Bilhete amarelo

2fe1a1390fe4329b08d8dd87a9519ff0Caberia num bilhete o que tinha a dizer,
sem muitos rodeios.
“Eu me enganei com você”
Sem sentimento,
só palavras num papel amarelo.,
sem elo,
sem sentimento.

Para que eu possa lembrar,
Do que foi pra mim,
do que fui pra você.

Já não sinto muito.

Não me enganei sobre o que senti,
foi real e momentâneo,
Como veio, foi.
E foi tanta coisa….
E foi tanto sentimento.
Mas não lamento,
não foi nada.

Tanto coube num papel,
como um lembrete de enfeite no mural,
Um tanto quanto passional,
já que sempre fui mais sentimental,
mais do que deveria,
e não devo.
Já não devo.

 

Só um pouco

Não consigo me manter rigida sob seus olhos, no instante em que te vejo minha furia some e resta apenas alguém que nunca foi tão dependente de mais um pouco de tempo sob seu olhar, sob seu toque… Com sua voz que sorrio boba como nunca estive e estou feliz como nunca consegui ser, mesmo quando criava expectativas e ilusões de estar sendo amada de volta; nunca estive tão viva.

Ando pelas ruas sorrindo ao lembrar de qualquer besteira que me lembre você, e só um pouco disso me torna mais alegre em meio a furia diária. Quem sabe em algum momento eu consiga voar só um pouco de tão leve que me sinto.

Fique mais um pouco, me ame mais um pouco enquanto conto sobre meu dia e tento te ter preso a mim mais um pouco, não quero ver a hora de te perder. Quem sabe se eu fechar os olhos não aconteça.

Nunca fui de sentir medo, de não conseguir concluir um raciocínio, mas pensar que pode parar de me amar me faz sentir um pouco da dor que seria.

Te quero cada vez mais um pouco, está cada vez mais preso dentro de mim, faz parte de mim e quero mais um pouco de qualquer atenção que possa me dar, mais um pouco do seu amor, mais um pouco do esforço, mais um pouco de nós.

Sempre achei que o amor pudesse ser criado como uma musica ou um livro, mas nunca tinha sentido isso, só inventei o que achei que seria, como tinha visto em filmes, mas nunca senti o desespero e esse tipo de falta de ar, a vontade de gritar e a necessidade de mais um pouco da paz que existe em nós ao nos sentir.

Não decidi te amar, foi tão involuntário quanto meus batimentos, aconteceu tão rápido e ao mesmo tempo gradativamente que só percebi quando não conseguia decidir parar, não sei como parar, só quero mais um pouco, te contar mais um segredo sorrindo, te fazer sorrir um pouco sendo um palhaço cantante.

Eu só queria ser uma sereia antes de te conhecer, ser livre estando presa no mar, tendo barbatanas brilhantes e um canto encantador, sem muitos sentimentos românticos, apenas enganando com meu canto. Agora sou sua princesa depois que me impediu de ficar mais presa a maldição de uma sereia

06:30HRS 1ºCap.

fceac38bce710ce4ace1b71b198ca7fe

Ela abriu os olhos pela quarta vez, observou sem interesse os três cadáveres enfileirados, devidamente resfriados e etiquetados .

O frio não era um problema, já era um costume; sala fria e do lado de fora um café quente, mas ela já não sente, nem o frio.

O silêncio é a música lenta ao fundo da cena, os objetos; não tão frios quanto ela, continuam no mesmo lugar ao contrário da mesma que caminha vagarosamente pisando em pregos enquanto tenta sobreviver mais um dia fora da geladeira, desviando do karma que tenta perfurar sua pele lisa e firme… Tão jovem e já está em decomposição. Continuar lendo

Uma lembrança

5829586edf80a33d8909130a8077ed76.jpgQuando criança ouvi de uma mulher que eu poderia ser tudo que eu mesma quisesse, para uma criança que não sabe o que quer isso é assustador, eu só queria que ela me falasse o que eu deveria ser para seguir uma receita de bolo… Tudo seria mais fácil.

“Você pode ser o que quiser” a fala se repete até hoje na minha memória, já não vejo com tanto medo essa possibilidade, vejo com facínio, não pelas palavras mas pela mulher que as proclamou. A mulher lavando a louça, lavando roupa, cuidando dos filhos e do marido e sendo feliz assim, sendo a melhor no que faz. Continuar lendo

Cindy 1º Cap.

f38f8470dcc3de426c3d582713a808f7

19/04/2014    23:40 hrs

Ele não saiu de casa depois que ela se foi, seus cabelos estão mais longos assim como a barba, tem se levantado para duas coisas: para me alimentar e limpar minha jaula e  para ir ao banheiro; tem passado as noites acordado ou dormindo mal. Como sei disso? Sou noturna, na maioria das vezes fico o observando durante a noite. E não, não sou como uma psicopata voyeur, mas não é como se houvesse muito o que fazer na minha vida. Continuar lendo

Amor moderno

041d208b261611da4e2a1ec504e18be1Encontrei seu número, foi estranho, pois achei que já havia te apagado da memória, mas estava lá. Com a rapidez que esqueci, recordei.

Toda a intensidade de algumas horas, um gif e uma foto do meu café. Foi lindo, pode pensar que procurei sobre você, te segui, te imaginei, vi suas fotos, dos seus amigos, dos seus familiares e tive uma crise de ansiedade. Mas isso nunca aconteceu, eu juro. Continuar lendo